• Voltar
  • /
  • /
  • 5 dicas para se inspirar depois de uma performance ruim no CrossFit Open

5 dicas para se inspirar depois de uma performance ruim no CrossFit Open

+C21965_SS19_X-Category_Brand_Imagery_Library_CrossFit_029(1)

Dan Bailey foi o vencedor do primeiro CrossFit Open e competiu em todos os outros anos. Confira suas dicas para se manter motivado, mesmo se sua performance não foi tão boa assim no último treino.

“Eu não tinha certeza se ia me inscrever para o CrossFit Open deste ano, porque estava acostumado a ficar entre os primeiros da leaderboard mundial e eu sabia que isso não seria possível. Fiz minha inscrição mesmo assim, apesar de estar me recuperando de algumas cirurgias e ter que adaptar meu treino.

A minha decisão de participar veio depois de pensar sobre o assunto e refletir se deveria ser pessimista ou otimista, ficar com a dúvida ou encarar a situação e fazer o meu melhor. Decidi seguir em frente.

Esse é aquele momento que você começa a medir o quanto está se distanciando dos outros atletas do seu box e da colocação mundial. Para alguns atletas, olhar para a leaderboard pode trazer uma motivação a mais, mas para outros, isso pode frustrar um pouco. Não fique desmotivado por isso! Temos sempre outras oportunidades de mostrar nosso condicionamento físico.”

Aqui vão as dicas:

  1. Sempre é possível virar o jogo. O que aconteceu no passado, deve ficar lá. Lembre-se que um treino não define seu condicionamento. Dê a si mesmo a oportunidade de mostrar isso e foque no seu talento e dedicação nos próximos.
  2. Não deixe a atmosfera da competição te contaminar. Se é a primeira vez que irá competir, isso trará sem dúvida muito nervosismo. Você se inscreveu no Open, porque sabe que faz esses treinos toda semana no box. O Open é uma oportunidade para se superar mais do que você normalmente faria na academia. Um pouco de ansiedade é saudável, mas muito pode afetar sua performance e se acostumar com o clima de competição leva um tempo, principalmente se você for novato no CrossFit. Não se esqueça de aproveitar esse processo todo e a experiência que você está vivendo com seus colegas.
  3. Treine em grupo para o próximo treino. Na minha experiência pessoal, toda vez que você tem alguém do seu lado treinando pesado, você se motiva um pouco mais, é como compartilhar o sofrimento no bom sentido. Organize-se para convidar uns amigos, porque uma das coisas mais incríveis da comunidade CrossFit é o suporte que cada um dá ao outro.
  4. Pegue inspiração na comunidade. No CrossFit, você consegue se conectar com muitas pessoas, mesmo com as que moram em outro país através da comunidade global. Já vi vídeos de atletas que tem um braço amputado fazendo wall ball ou pessoas de 80 ou 90 anos participando do Open, como não se inspirar com histórias assim?
  5. Converse com seu coach. Se você não estiver performando tão bem quanto gostaria, troque uma ideia com seu coach. Tire um tempo para ver treinos diferentes e anote o que está com mais dificuldade de fazer. Quais movimentos, quais elementos do WOD, tempo ideal, etc. Entenda o que está acontecendo para usar como plano para o próximo treino. Se você não tem certeza do que está com dificuldade, pergunte ao coach, porque ele terá mais experiência para te orientar. Pergunte se alguma técnica precisa ser ajustada, pois mesmo sabendo que o treino muda a cada semana, o conselho dele será bem-vindo.

Siga Dan Bailey no Instagram e não se esqueça de conferir a coleção completa do Reebok CrossFit Open.